Os Serranos / Integrantes

William Hengen

Acordeão e Vocal

Nome Artístico: William de Campos Hengen
Data de Nascimento: 17/06/1991
Cidade Natal: Sapiranga/RS

Release
Desde cedo mostrou interesse pelo acordeão, bem como a música regionalista gaúcha; tudo isso, por influência de seu avô Edgar que, apesar de não tocar qualquer instrumento, é grande conhecedor e admirador da obra dos Irmãos Bertussi, Gildo de Freitas, Teixeirinha, Os Mirins, Os Serranos, Os Monarcas, José Mendes, e outros artistas importantes da sua época.

Cresceu ouvindo e assimilando todo esse repertório até aos 9 anos de idade. Com esta idade, Iniciou seus estudos de acordeão com o amigo Ildo Nadale, recebendo as primeiras  informações e orientações sobre o instrumento.

Dois anos depois, com anseio de mais conhecimento, passou a frequentar aulas práticas com o professor Vladimir Silva. Chegou a estudar um pouco de teoria musical e solfejo com o Profº Fernando Bernardi.

Começou por apresentar-se nas tertúlias dos  CTG's de sua cidade; participou de vários concursos de gaita e intérprete vocal em rodeios realizados no RS.  Nestes eventos, conquistou muitos prêmios:  como o bi campeonato no Rodeio Internacional de Gravataí;  bi campeonato no Rodeio Internacional de Porto Alegre, este último em categoria única (todas as idades). 

Aos 12 anos conheceu ao Prof. Adavilson Wollmann,  recomeçando os estudos musicais, a seu ver, mudaram sua visão sobre o Acordeon. Com o novo professor, também com dinâmicas aulas práticas, começou a tocar importantes obras de Albino Manique, Edson Dutra, Paulo Siqueira e Régis Marques. A partir daí, foi convidado pelo professor a fazer algumas viagens e ensaios com o grupo que ele integrava, o Locomotiva Campeira, de Campo Bom. Tocou seu primeiro baile no dia 12/10/2003, já com 14 anos, substituindo ao professor quando o mesmo fora morar em São Paulo.

Em 2007, o grupo passou a se chamar Chão Gaúcho e no mesmo ano lançou o primeiro CD - No Tranco da Vaneira – pela gravadora ACIT.

Dedicando-se com afinco ao instrumento, buscando mais informações, Wiliam foi aperfeiçoando sua técnica e musicalidade;  com isso, foi absorvendo e dominando um vasto repertório.  Com 18 anos, passou a integrar o grupo,  Zezinho & Floreio, de Porto Alegre.

Mais tarde, outro convite para novo grupo, desta feita: Gauchadas & Volmir Martins, onde conheceu ao guitarrista Romualdo Moura e ao baterista Rogério Silveira; a estes colegas, considera suas maiores influências musicais eis que, com eles, conheceu obras de Sivuca, Chiquinho do Acordeão e Caçulinha.

Em 2012, a convite do colega Roberson Paquito para integrar o grupo do cantor Walther Morais, participando ativamente da gravação do DVD "25 anos" do cantor.
Digno de registro ainda, o fato de que grande parte da experiência que ora adquiriu, Wiliam a obteve nas múltiplas horas de estúdio, produzindo e acompanhando em gravações, a diversos artistas de seu meio.

Após estas importantes experiências, veio o convite para um teste no conjunto OS SERRANOS, através do colega e mestre Daniel Hack.

Finalmente,  a realização do sonho de uma carreira musical voltada para o sucesso e reconhecimento, quando após breve estágio probatório, no dia 10/12/2012 veio a confirmação de que faria parte definitivamente do quadro de artistas deste consagrado conjunto gaúcho, OS SERRANOS.

Ao lado de Edson Dutra, Daniel Hack e demais parceiros dos SERRANOS, propõem-se a continuar este trabalho artístico-cultural voltado ao prestígio da nossa cultura e tradição gaúcha.

 

Voltar Página